Características Gerais

Grade Curricular

Programa de Disciplinas
Corpo Docente
Periódicos Eletrônicos

Coordenador:
Yara Nancy Araújo Rios

E-mail:
psicologia@fat.edu.br

Telefone:
(75) 3616-9451

O Curso

A FAT, preocupada com o momento vivenciado pela sociedade, de modo que, em diversas áreas da vida social existem o individualismo, a violência e a competitividade, que tanto prejudicam a formação de vínculos afetivos - o que dificulta um completo desenvolvimento emocional de crianças e adolescentes -, estruturou o curso de psicologia fundamentalmente para a comunidade de Feira de Santana e região.

Em virtude da contemporaneidade em que vivemos, a qualidade do curso de Psicologia se estrutura na formação teórica e prática, visando o desenvolvimento das competências e habilidades, para que o futuro psicólogo construa amplamente os aspectos éticos, técnicos e criativos de sua profissão, dedicando-se ao serviço da dignidade humana.

Mercado e Profissão

Trabalhar, em espaços escolares e não-escolares, na promoção da aprendizagem de sujeitos em diferentes fases do desenvolvimento humano, em diversos níveis e modalidades do processo educativo; Ensinar Língua Portuguesa, Matemática, Ciências, História, Geografia, Artes, Educação Física, de forma interdisciplinar e adequada às diferentes fases do desenvolvimento humano; Relacionar as linguagens dos meios de comunicação educação, nos processos didático-pedagógicos, demonstrando domínio das tecnologias de informação e comunicação adequadas ao desenvolvimento de aprendizagens significativas; Promover e facilitar relações de cooperação entre a instituição educativa, a família e a comunidade; Identificar problemas socioculturais e educacionais com postura investigativa, integrativa e prepositiva em fase de realidades complexas, com vistas a contribuir para superação de exclusões sociais, étnico-raciais, econômicas, culturais, religiosas, políticas e outras; Participar da gestão das instruções contribuindo para elaboração, implementação, coordenação, acompanhamento e avaliação do projeto pedagógico; Participar da gestão das instruções planejando, executando, acompanhando e avaliando projetos e programas educacionais, em ambientes escolares e não-escolares.

Objetivos do Curso

As diretrizes curriculares para os cursos de graduação em Psicologia apresentam dois perfis de formação: o Bacharel em Psicologia com a formação de Psicólogo e Licenciatura em Psicologia com Habilitação para professor de Psicologia.

Cada perfil é definido por meio da descrição de competências e habilidades. Para este fim propõe-se um núcleo comum composto de conhecimentos básicos e estruturantes da formação, de modo a sustentar um processo posterior de diferenciação de conhecimentos.

O profissional a ser formado deve estar comprometido com o rigor dos estudos sistemáticos e com uma postura assentada inteiramente em princípios éticos.

Considerando o exposto, o Curso de Psicologia da Faculdade Anísio Teixeira de Feira de Santana - FAT assegura uma formação baseada nos seguintes princípios e compromissos de acordo com as referidas diretrizes:
a) Construção e desenvolvimento do conhecimento científico em Psicologia;
b) Compreensão dos múltiplos referenciais que buscam apreender a amplitude do fenômeno psicológico em suas interfaces com os fenômenos biológicos e sociais;
c) Compreensão crítica dos fenômenos sociais, econômicos, culturais e políticos do País, fundamentais ao exercício da cidadania e da profissão;
d) Atuação em diferentes contextos considerando as necessidades sociais, os direitos humanos, tendo em vista a promoção da qualidade de vida dos indivíduos, grupos, organizações e comunidades;
e) Respeito à ética nas relações com clientes e usuários, com colegas, com o público e na produção e divulgação de pesquisas;
f) Aprimoramento e capacitação contínuas.

A identidade do Curso de Psicologia é conferida através de um núcleo comum de formação, diferenciando-se em perfis, segundo seus objetivos. Entende-se por perfil de formação um conjunto amplo e articulado de competências que configuram possibilidades diferenciadas de inserção profissional do egresso: Bacharel em Psicologia e o Professor de Psicologia.

LICENCIATURA EM PSICOLOGIA

A formação do Professor de Psicologia propicia o desenvolvimento das competências e habilidades básicas constantes no núcleo comum do Curso de Psicologia, e o domínio dos conhecimentos articulados em torno dos eixos estruturantes, considerando as diretrizes curriculares nacionais para a formação de professores em nível superior, bem como as diretrizes nacionais para a educação infantil, de ensino fundamental e de ensino médio, e as modalidades de educação especial, educação profissional e educação de jovens e adultos.

É facultado ao aluno aderir a formação em Licenciado em Psicologia. Aderindo à formação complementar, o curso propõe desenvolver as seguintes competências:

a) Analisar o sistema educacional brasileiro, nos seus diferentes níveis e modalidades, identificando os seus desafios contemporâneos;
b) Analisar a unidade do sistema educacional em que atua ou vai atuar, nas suas dimensões institucional e organizacional, explicitando a dinâmica de interação entre os seus agentes sociais;
c) Ajustar sua atividade de ensino à diversidade de contextos institucionais em que ocorrem as práticas educativas, às finalidades da educação e à população-alvo;
d) Planejar as condições de ensino, considerando as características e necessidades dos aprendizes;
e) Utilizar recursos de ensino apropriados aos contextos, população-alvo e finalidades da educação;
f) Acompanhar e avaliar o processo de ensino que desenvolve.

A Licenciatura em Psicologia incorpora um estágio supervisionado para garantir o desenvolvimento das competências específicas previstas na Resolução CNE/CES n. 5/2011 das Diretrizes Curriculares em vigor.

PERFIL DO EGRESSO

O perfil profissional desejado resulta das demandas sociais e culturais peculiaridades da região que está inserido, assim como as constantes da DCNs, Resolução CNE/CES n° 5/2011, devendo compreender os princípios e compromissos:
• Estar aptos a desenvolver ações de prevenção, promoção, proteção e reabilitação da saúde, tanto em nível individual quanto coletivo.
• Tomar decisões fundamentadas, visando adotar as condutas mais adequadas, baseadas em evidências científicas;
• Realizar seus serviços dentro dos mais altos padrões de qualidade e dos princípios da ética/bioética.
• Aprimoramento e capacitação contínuos.

O Psicólogo formado pela Faculdade Anísio Teixeira deve se caracterizar como um profissional competente e ético, atento à realidade do mercado de trabalho e apto para explorar as possibilidades de inserção do Psicólogo nos diferentes contextos. Para tal, o curso de Psicologia da FAT deve estimular uma atitude ativa frente as atualizações do conhecimento, compreendendo a natureza científica que fundamenta seu discurso e sua prática na promoção de qualidade de vida.

Perfil do Bacharel em Psicologia / Formação de Psicólogo

A formação do Bacharel propicia o desenvolvimento das competências e habilidades básicas constantes no Curso de Psicologia, e o domínio dos conhecimentos articulados em torno dos eixos estruturantes, aprofundando o domínio da Psicologia enquanto campo de conhecimento científico e a iniciação na atividade de pesquisa em Psicologia.

O aprofundamento preconizado para o Bacharel exigirá o aprimoramento de competências e habilidades para, dentre outras:

a) Analisar a Psicologia como campo de conhecimento, e os seus desafios teóricos e metodológicos contemporâneos;
b) Formular questões de investigação científica em Psicologia;
c) Problematizar o conhecimento científico disponível em um domínio da Psicologia, como fonte para avaliar e delimitar questões significativas de investigação;
d) Planejar estratégias para encaminhamento das questões de investigação coerentes com pressupostos teóricos e epistemológicos;
e) Definir e utilizar procedimentos e instrumentos para a coleta de informações;
f) Elaborar e utilizar procedimentos apropriados de investigação para análise e tratamento de dados de diferentes natureza;
g) Consolidar decisões relativas ao processo de investigação em projetos de pesquisa, articulando elementos conceituais, metodológicos e recursos necessários;
h) Redigir relatório de pesquisa dentro de normas academicamente reconhecidas;
i) Apresentar trabalhos e discutir ideias em público.

Perfil do Professor em Psicologia / Licenciatura

Em consonância com a Resolução CNE/CES nº 5/2011, a proposta pedagógica do curso foi atualizada, incorporando a Formação de Professores de Psicologia em um projeto complementar à formação inicial. São objetivos propostos no Projeto Pedagógico Complementar – Formação de Professores de Psicologia:

a) Complementar a formação dos psicólogos, articulando os saberes específicos da área com os conhecimentos didáticos e metodológicos, para atuar na construção de políticas públicas de educação, na educação básica, no nível médio, assim como em contextos de educação informal como abrigos, centros socioeducativos, instituições comunitárias e outros;
b) Possibilitar a formação de professores de Psicologia comprometidos com as transformações político-sociais, adequando sua prática pedagógica às exigências de uma educação inclusiva;
c) Formar professores de Psicologia comprometidos com os valores da solidariedade e da cidadania, capazes de refletir, expressar e construir, de modo crítico e criativo, novos contextos de pensamentos e ação.

MERCADO E PROFISSÃO

Ao finalizar o curso, o profissional de Psicologia estará habilitado para trabalhar em diversos espaços como:
- ambientes escolares e não-escolares;
- promoção da aprendizagem de sujeitos em diferentes fases do desenvolvimento humano, em diversos níveis e modalidades do processo educativo;
- Relacionar as linguagens dos meios de comunicação educação, nos processos didático-pedagógicos, demonstrando domínio das tecnologias de informação e comunicação adequadas ao desenvolvimento de aprendizagens significativas;
- Promover e facilitar relações de cooperação entre a instituição educativa, a família e a comunidade;
- Identificar problemas socioculturais e educacionais com postura investigativa, integrativa e prepositiva em fase de realidades complexas, com vistas a contribuir para superação de exclusões sociais, étnico-raciais, econômicas, culturais, religiosas, políticas e outras; - Participar da gestão das instruções contribuindo para elaboração, implementação, coordenação, acompanhamento e avaliação do projeto pedagógico;
- Participar da gestão das instruções planejando, executando, acompanhando e avaliando projetos e programas educacionais, em ambientes escolares e não-escolares.

ATIVIDADES COMPLEMENTARES

As atividades complementares são contempladas na Resolução CONSAC 018/2012 (Anexo VII) que regulamenta as atividades complementares dos Cursos de Graduação da FAT. Com base nesta Resolução, as Atividades Complementares têm por finalidade proporcionar ao graduando (a) condições de realizar, concomitantemente às disciplinas da matriz curricular, atividades autônomas e flexíveis que contribuam para a formação pessoal e profissional do (a) aluno (a). Devem se apoiar em mecanismos que ajudem a consolidar, ampliar ou aprofundar a formação básica do (a) discente, cumprindo pelo menos 200 horas em atividades acadêmicas complementares. A conclusão da Graduação está condicionada ao cumprimento das Atividades Complementares.

Temos como elenco de atividades complementares propostas para o Curso de Enfermagem, com base na Resolução supracitada:
a) Participação em projetos institucionais de extensão ou iniciação científica orientadas por docentes e monitoria em disciplinas pertencentes ao currículo.
b) Publicação de artigo em revistas especializadas e em anais de eventos
c) Participação em eventos técnico-científicos e culturais
d) Participação em eventos técnico-científicos e culturais, com apresentação de trabalho
e) Estágios extracurriculares na área do curso
f) Representação Estudantil nos Conselhos ou representação de turma
g) Participação estudantil em Diretórios Central e Acadêmico
h) Participação em Empresa Junior.
i) Participação em minicursos ou curso de nivelamento promovidos por instituição de ensino superior.
j) Atividades de mesário eleitoral, voluntário ou não, comissário de menores e conselhos tutelares
k) Serviço Voluntário na área do Curso desenvolvido em órgãos públicos ou em empresas privadas, mediante apresentação de relatórios.
l) Atividades profissionais na área do Curso em órgãos públicos ou privados, mediante apresentação de Relatório
m) Outras atividades reconhecidas pelo Colegiado do Curso.

ESTÁGIOS BÁSICOS E SUPERVISIONADOS

Os estágios curriculares desempenham um papel significativo na formação do estudante da FAT, pois é onde se busca articular as competências desenvolvidas nas disciplinas teóricas. As ações práticas dos estudantes em seus estágios profissionalizantes visam, além da aquisição de uma postura profissional, uma aproximação com o dia a dia da profissão e suas aplicações, assim como as dificuldades impostas pelos contextos de inserção.

O estágio insere-se na proposta curricular, guiado pelos seguintes objetivos gerais:

• Compreender os fenômenos Psicológicos em contextos diversificados; • Compreender as diferentes demandas apresentadas para o profissional (Psicólogo);
• Ter habilidade em planejar intervenções profissionais atender a demanda;
• Ser competente em implementar ações profissionais, empregando as técnicas desenvolvidas pela Psicologia;
• Desenvolver o compromisso com a avaliação dos resultados da ação profissional empreendida, tendo como objetivo o autodesenvolvimento e a capacitação contínua.

Conforme previsto nas Diretrizes Curriculares Nacionais para os cursos de graduação em Psicologia, o Projeto Pedagógico incorpora dois tipos de atividades de estágio – o Estágio Básico e o Estágio Supervisionado. Os dois tipos de estágios guardam uma sequência lógica no papel de formador do estudante, como pode ser observado na sua disposição na matriz curricular.

As atividades de estágio também podem ser caracterizadas em termos do contexto em que o estudante será inserido. Os estágios Básicos são realizados em espaços externo à FAT, onde um professor acompanha pequenos grupos de alunos em instituições onde, futuramente esses discentes podem estar inseridos, tais como escolas, hospitais e serviços de saúde do município, além dos convênios com a Secretaria Estadual de Saúde (SESAB), a Secretaria de Assistência Social, que nos permite a parceria com o CRAS / CREAS, a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE), o Centro de Apoio Pedagógico de Feira de Santana e a Comunidade Terapêutica Nova Vida para tratamento de dependência química.

As atividades de estágio serão supervisionadas diretamente, independente do local em que ocorram, por professores supervisores do quadro da FAT, conforme estabelecido na Lei no. 11.788 de 25 de setembro de 2008 que dispõe sobre estágio de estudantes.

A carga horária dos estágios (básico e supervisionado) é de 912 horas, o que corresponde a 22% da carga horária total do curso atendendo plenamente a formação dos discentes e às normas apresentadas nas Diretrizes Curriculares Nacionais. O estágio básico possui uma carga horária de 144 horas (3% da carga horária do curso) e o estágio supervisionado tem uma carga horária de 768 horas (19% da carga horária do curso).

De acordo com as Diretrizes Curriculares Nacionais o Projeto Pedagógico do Curso de Psicologia da FAT contempla dois Estágios: o Estágio Básico e o Estágio Supervisionado.

O Estágio Básico foi estruturado com a duração de dois semestres. Ele se insere em um momento do curso em que as competências teóricas mais básicas do psicólogo já estão sendo desenvolvidas. Compreende-se que ele deva permitir que o discente saiba se envolver em situações mais complexas, desenvolvendo maior autonomia e compreensão dos fenômenos de ordem psicológica.

O Estágio Supervisionado será desenvolvido ao longo de 3 semestres e poderá ser desenvolvido em um dos contextos já trabalhados pelo estudante, na Clínica-Escola da FAT ou em um novo contexto. Com esta possibilidade de escolha, busca-se permitir que o estudante guie seu projeto de formação, tendo mais autonomia no desenvolvimento de sua carreira. O regulamento dos Estágios do Curso de Psicologia da FAT, encontra-se no Anexo VI.

Formação de Professores de Psicologia

O Estágio Curricular Supervisionado da Formação de Professores de Psicologia será desenvolvido com carga horária mínima de 300 horas, em ambientes educacionais de ensino regular, suplência, em organismos da própria Mantenedora e em instituições de ensino do Município e da região, públicas ou privadas, com ou sem fins lucrativos, mediante convênio.

A FAT já possui convênio com instituições que oferecem educação básica para que os estudantes do curso possam realizar seus estágios. A Supervisão de Estágio é a responsável pelo cumprimento do estágio em todas as atividades previstas.

Integralização: mínimo de 10 semestres
Turno: Matutino e Noturno
Formação: Bacharelado

FACULDADE ANISIO TEIXEIRA DE FEIRA DE SANTANA
Rua Juracy Magalhães, 222 - Ponto Central - CEP 44032-620 - Feira de Santana - Bahia - Brasil
Telefax: (75) 3616-9451 / E-mail: fat@fat.edu.br
Portaria Ministerial nº 552 de 22 de março de 2001, D.O.U. de 26 de março de 2001.
Webmail