Características Gerais

Grade Curricular

Programa de Disciplinas
Corpo Docente
Periódicos Eletrônicos

Coordenador:
Sandro Dórea

E-mail:
engenhariadeproducao@fat.edu.br

Telefone:
(75) 3616-9451

O Curso

O Curso de Engenharia de Produção da FAT foi autorizado pela Portaria Ministerial nº 372, de 30 de agosto de 2011, publicada no Diário Oficial da União de 31 de agosto do mesmo ano, ou seja, pelo mesmo instrumento que autorizou o funcionamento da FAT. O Curso funciona na sede da Faculdade, na Rua Juracy Magalhães, 222 – Ponto Central – Feira de Santana – Bahia e tem autorização para ofertar 100 vagas anuais, no turno noturno. Sua carga horária total é de 3.762 (três mil, setecentos e sessenta e duas) horas, que devem ser integralizadas em cinco anos.

Missão

A missão do Curso de Engenharia de Produção da FAT é possibilitar aos formandos a análise, concepção, instalação e otimização de sistemas sociotecnológicos, vistos como organizações em que pessoas, materiais, informação, equipamentos, processos e/ou energia interagem de forma integrada através dos ciclos de vida de seus produtos, serviços ou programas. Os engenheiros formados deverão estar imbuídos da competência crítica. Portanto, a FAT está comprometida com a formação de profissionais capazes de tratar dos problemas contemporâneos se a competição global continuar a impor mudanças na forma com que as organizações deverão operar, a produção, a comercialização e a distribuição de produtos.

Objetivos do Curso

O Objetivo do curso de Engenharia de Produção é formar um profissional com visão sistêmica adequado para fazer a ligação entre as diversas etapas constituintes das cadeias produtivas. Através do ferramental da área, o Engenheiro de Produção pode fazer algo como:
a) Domínio dos conceitos fundamentais indispensáveis ao exercício da profissão de engenheiro associados à capacidade de enfrentar e solucionar problemas da área e de buscar contínua atualização e aperfeiçoamento.
b) Sólida formação básica e profissional geral, incluindo aspectos humanísticos, sociais, éticos e ambientais, uma visão holística da realidade e consciência da necessidade de contínua atualização profissional.
c) Conhecimento em engenharia de produção e áreas afins de modo a permitir exercer a profissão em diferentes ramos como industrial, comercial, serviços, acadêmico e magistério, além de capacidade de trabalhar em equipe e espírito empreendedor.
d) Formação abrangente nas diversas áreas da Engenharia de Produção e domínio de técnicas básicas de gerenciamento e administração de recursos humanos e materiais utilizados no exercício da profissão.
e) Capacidade para resolver problemas concretos, modelando situações reais, fazendo abstrações e adequando-se a novas situações.
f) Capacidade de análise de problemas e síntese de soluções integrando conhecimentos multidisciplinares.
g) Capacidade de elaboração de projetos e proposições de soluções técnica e economicamente competitivas.
h) Visão crítica da ciência, postura ética no exercício da profissão, atenção às questões sociais e ambientais, capacidade de comunicação oral e escrita.
i) Competência técnica suficiente de modo a lhe permitir uma visão geral e consistente do sistema de produção onde atua e do mercado onde o mesmo está inserido, de modo a antecipar e participar do processo de transformação dos mesmos.

Competências e Habilidades Desejadas

A implementação da proposta curricular implicará aos alunos egressos do Curso de Engenharia de Produção da FAT ser capaz de:
1. Ser capaz de dimensionar e integrar recursos físicos, humanos e financeiros a fim de produzir, com eficiência e ao menor custo, considerando a possibilidade de melhorias contínuas;
2. Ser capaz de utilizar ferramental matemático e estatístico para modelar sistemas de produção e auxiliar na tomada de decisões;
3. Ser capaz de projetar, implementar e aperfeiçoar sistemas, produtos e processos, levando em consideração os limites e as características das comunidades envolvidas;
4. Ser capaz de prever e analisar demandas, selecionar tecnologias e know-how, projetando produtos ou melhorando suas características e funcionalidade;
5. Ser capaz de incorporar conceitos e técnicas da qualidade em todo o sistema produtivo, tanto nos seus aspectos tecnológicos quanto organizacionais, aprimorando produtos e processos, e produzindo normas e procedimentos de controle e auditoria;
6. Ser capaz de prever a evolução dos cenários produtivos, percebendo a interação entre as organizações e os seus impactos sobre a competitividade;
7. Ser capaz de acompanhar os avanços tecnológicos, organizando-os e colocando-os a serviço da demanda das empresas e da sociedade;
8. Ser capaz de compreender a inter-relação dos sistemas de produção com o meio ambiente, tanto no que se refere à utilização de recursos escassos quanto à disposição final de resíduos e rejeitos, atentando para a exigência de sustentabilidade;
9. Ser capaz de utilizar indicadores de desempenho, sistemas de custeio, bem como avaliar a viabilidade econômica e financeira de projetos;
10. Ser capaz de gerenciar e otimizar o fluxo de informação nas empresas utilizando tecnologias adequadas.

E como habilidades:
• Compromisso com a ética profissional;
• Iniciativa empreendedora;
• Disposição para auto· aprendizado e educação continuada;
• Comunicação oral e escrita;
• Leitura, interpretação e expressão por meios gráficos;
• Visão crítica de ordens de grandeza;
• Domínio de técnicas computacionais;
• Domínio de língua estrangeira;
• Conhecimento da legislação pertinente;
• Capacidade de trabalhar em equipes multidisciplinares;
• Capacidade de identificar, modelar e resolver problemas.
• Compreensão dos problemas administrativos, sócio· econômicos e do meio ambiente;
• Responsabilidade social e ambiental.

Perfil do Egresso

O perfil desejado para o egresso do curso é o de uma Sólida formação científica e profissional geral que capacite o engenheiro de produção a identificar, formular e solucionar problemas ligados às atividades de projeto, operação e gerenciamento do trabalho e de sistemas de produção de bens e/ou serviços, considerando seus aspectos humanos, econômicos, sociais e ambientais, com visão ética e humanística, em atendimento às demandas da sociedade.

Mercado de Trabalho

Quanto às áreas de atuação profissional, o engenheiro de produção pode atuar em :
• Indústrias de automóveis, eletrodomésticos, de equipamentos, etc. enfim setores que fabricam algum tipo de produto;
• Empresas de serviços tais como: empresas de transporte aéreo, transporte maritimo, construção, consultoria em qualidade, hospitais, consultoria em geral e cursos;
• Instituições e empresas públicas tais como: Correios, Petrobras, Agência Nacional de Energia, Agência Nacional de Petróleo, BNDEs;
• Empresas privadas de petróleo, usinas de açucar, empresas de telefonia, agroindústrias, indústrias de alimentos, bancos (parte operacional), seguradoras e fundos de pensão;
• Bancos de investimento (na análise de investimentos).

Atividades Complementares

O Projeto Pedagógico do curso de Engenharia de Produção da FACULDADE ANISIO TEIXEIRA, ciente da importância de outras atividades acadêmicas na formação do profissional da área de engenharia, reservou um total de 90 horas para a realização de atividades complementares. Compreende-se que tais atividades ampliam os conteúdos das disciplinas que integram o currículo, levando a uma formação interdisciplinaridade e multidisciplinaridade, tais como: Participação em projetos institucionais de extensão ou iniciação científica orientadas por docentes; Monitorias de ensino em disciplinas pertencentes à grade curricular; Participação na Empresa Junior vinculada ao Curso de Engenharia de Produção; Publicação de artigo científico em revista especializada; Participação em eventos relacionados à área ou áreas afins ( jornadas, seminários, congressos), como ouvinte, monitor ou em comissão de realização de eventos; Participação em eventos técnico-científicos com apresentação de trabalhos; Representação estudantil nos diversos órgãos da Faculdade; Participação em Diretório Central dos Estudantes e Diretório Acadêmico; Outras atividades reconhecidas pelo Colegiado do Curso.

Estágio curricular supervisionado

O Estágio Curricular Supervisionado consiste em 288 horas de atividades em campo de trabalho supervisionado por um Engenheiro, de caráter obrigatório, e necessário para a formação de profissional. O resultado previsto é a entrega de um relatório avaliado e aprovado pelo Engenheiro de Campo e pelo Professor responsável pelo acompanhamento do aluno. Ferramenta que ajudará ao aluno consolidar os conhecimentos adquiridos e previstos ao perfil do egresso. As atividades do estágio curricular supervisionado estão regulamentadas por normas próprias, aprovadas pelo Conselho Acadêmico da Faculdade.

Integralização: mínimo de 10 semestres
Turno: Noturno
Formação: Bacharelado

FACULDADE ANISIO TEIXEIRA DE FEIRA DE SANTANA
Rua Juracy Magalhães, 222 - Ponto Central - CEP 44032-620 - Feira de Santana - Bahia - Brasil
Telefax: (75) 3616-9451 / E-mail: fat@fat.edu.br
Portaria Ministerial nº 552 de 22 de março de 2001, D.O.U. de 26 de março de 2001.
Webmail