GT6: Cursos Superiores de Tecnologia e Sequenciais

05

A proposta do GT6 é discutir e promover debates dobre a qualidade, características, perfis profissionais e especificidades dos Cursos Superiores de Tecnologia e Sequenciais na área de Computação e Informática. OS Cursos Superiores de TEcnologia (CST) e os Cursos Sequenciais possuem naturezas diferentes. Os primeiros se caracterizam por uma formação que inclui as bases tecnológicas numa área profissional específica. OS últimos tem por objetivo a complementação dos estudos ou a formação direta em um campo de saber específico. O grupamento desses dois tipos de cursos no GT6 deve-se, principalmente, ao momento recente em que esses tipos de cursos foram regulamentados e às caracteristicas de possuírem cargas horárias reduzidas quando comparados aos cursos de bacharelado. A Lei de Diretrizes e Bases da Educação (Lei 9394/96) instituiu os Cursos Sequenciais em vários níveis de abrangência os quais foram regulamentados em 1999. Os Cursos Sequenciais mais populares são os Cursos Sequenciais de Formação Específica. Estes conduzem ao diploma de curso superior, o que não deve ser confundido com um diploma de graduação, e devem ter carga horária de pelo menos 1.600 horas. Os Cursos Sequenciais são oferecidos por instituições de ensino superior que possuem cursos de graduação reconhecidos na área do curso ofertado. Os egressos desses cursos podem fazer uma pós-graduação lato sensu, mas não mestrados e doutorados. Os Cursos Sequenciais na área de INformática têm como característica a forte carga prática em tecnologias o que, normalmente, lhes possibilita uma inserção imediata no mercado de trabalho. Desde sua regulamentação, houve um crescimento importante dos Cursos Sequenciais (em 2003 havia mais de 80 na área de informática). A legislação específica e informações adicionais sobre os Cursos Sequenciais podem ser encontradas em www.mec.gov.br/sesu. Os Cursos Superiores de Tecnologia enquadram-se no contexto da educação profissional e tiveram um forte desenvolvimento a partir da LDB de 1996. na qual é fortemente destacada. Os CST são cursos de graduação. Seus egressos recebem diploma de tecnólogo e podem realizar cursos de pós-graduação lato e stricto sensu. As cargas horárias dos CST variam conforme a área do curso. Na área de Informática, a carga horária mínima de um CST é de 2.000 horas, excluídas as hoas alocadas para estágios curriculares e trabalhos de conclusão de curso. Os CST caracterizam-se pelo desenvolvimento de competências profissionais tecnológicas, propiciando formação empreendedora e nas bases tecnológicas necessárias à compreensão do processo tecnológico. Nos últimos anos, os CST têm experimentado um forte crescimento e aberto fronteiras para a formação dos mais variados perfis profissionais na área de Informática. A característica altamente dinâmica das mudanças tecnológicas na Informática torna os cursos de Tecnologia e Sequenciais uma opção muito atraente para a formação direta de profissionais para atuação no competitivo mercado da Tecnologia da Informação. Em www.mec.gov.br/semtec encontra-se a legislação específica sobre os CST e as diretrizes curriculares para a área de Informática. Uma contribuição importante que o GT6 pode dar no processo de crescimento da educação profissional é a troca de idéias e discussões sobre novos perfis profissionais na área de informática. Nossa área é muito dinâmica e precisamos estar alerta às mudanças tecnológicas que o mundo nos traz todos os dias. O e-mail da lista de discussões do GT6 é [email protected]

Compartilhe