Residência em Fonoaudiologia Hospitalar na FAT

Profª Laura Giotto, coordenadora do curso

Com aumento de pesquisas científicas e avanços tecnológicos na área da saúde, promoveu-se uma melhora da qualidade de vida e o crescimento da taxa de sobrevida do ser humano.

Novas abordagens sobre diagnóstico e tratamento da saúde veem sendo adotadas e para cujo exercício se faz necessário o atendimento multidisciplinar aos pacientes que precisam de cuidados especiais.

No atendimento multidisciplinar cada especialista contribui com seus conhecimentos beneficiando o paciente cuja recuperação se fará de modo mais ágil e completo.

A inserção da Fonoaudiologia, nesse contexto, ocorre visto que o fonoaudiólogo é o profissional com uma visão única do mecanismo funcional que envolve a fonoarticulação, a linguagem e as funções neurovegetativas. As informações relacionadas a este conhecimento permite a contribuição da Fonoaudiologia na definição de diagnósticos e condutas terapêuticas que propiciem melhor qualidade de tratamento.

A cada ano o campo de estudos e práticas da Fonoaudiologia se expande permitindo a prática do fonoaudiólogo em novas áreas ou especialidades.

Nesse desdobramento do campo de atuação da Fonoaudiologia, vem conquistando espaço a Fonoaudiologia Hospitalar.

Assim, as ações do fonoaudiólogo hospitalar incluem formas preventivas, precoces, intensivas pré e pós-cirúrgica, dando inclusive respaldo técnico e prático à equipe multiprofissional onde atua, esclarecendo que o objetivo maior é impedir ou diminuir as sequelas nas formas de comunicação e alimentação que a patologia base possa deixar.
A Fonoaudiologia Hospitalar está a cada dia mais se expandindo na Bahia e no Brasil, pois, atualmente, há o conhecimento de que a presença e a atuação deste profissional podem reduzir as perdas e danos que a hospitalização que o paciente acarreta. Assim, muitas instituições estão oferecendo oportunidades para o profissional desempenhar seu papel contribuindo para a melhora do paciente. Portanto, está se tornando inegável a necessidade que os fonoaudiólogos estão sentindo em buscar formação científica para o embasamento de suas atividades práticas. Negar a existência desta forma de atividade não é mais possível.

Com isso, a Faculdade Anísio Teixeira em consonância com as novas propostas do MEC e preocupada com capacitação continuada e atualizada de profissionais, abrirá, a partir de abril, inscrições para a Especialização sob forma de Residência em Fonoaudiologia Hospitalar. Este curso terá o total de 820 horas, sendo estas distribuídas entre módulos teóricos e práticos, durante 18 meses. O corpo docente composto por mestre e doutores de diferentes regiões do país terá como objetivo promover uma formação profissionalizante a partir das novas políticas públicas de assistência à saúde, com princípios humanizadores e integrativo. Os pós-graduandos terão a oportunidade de atuar em diferentes segmentos do ambiente hospitalar assistindo desde bebês até idosos.

 

Compartilhe