Alunos de Jornalismo da FAT participam de palestra com Fonoaudiólogo

Dr. Adriano Zenir, em palestra aos alunos

Os estudantes do quinto semestre do curso de jornalismo da Faculdade Anísio Teixeira (FAT), participaram de aula/palestra com o Fonoaudiólogo Clínico Dr. Adriano Zenir, pós-graduando em Motricidade Orofacial e Disfagia; Fonoaudiólogo do Departamento de Laringologia da Residência Médica do Hospital das Clínicas-UFBA, e Fonoaudiólogo do Departamento de Laringologia da Residência Médica do Hospital Otorrinos em Feira de Santana. A palestra aconteceu no dia 26 de fevereiro, e teve como idealizadora a Assessora de Comunicação da Instituição e professora da disciplina Assessoria em Comunicação, Kelly Alves.

Foram uma hora e trinta minutos de palestra, que acabou se transformando em aula, tal era a participação dos alunos. Zenir esclareceu as dúvidas mais frequentes dos participantes, e os orientou em diversas situações da comunicação, as quais os cuidados com a postura, a voz, e a aparência são fundamentais na profissão de jornalista.O fonoaudiólogo relatou a história e a importância da comunicação, bem como os elementos da linguagem oral. Apresentou uma sequência de elementos para o estudo vocal: relaxamento, postura, respiração. E convidou os estudantes a repensarem sobre o uso que fazem dos mesmos, uma vez que estes são seus instrumentos de trabalho.

De maneira clara e ilustrativa, com recursos de imagens e vídeos, os alunos foram orientados a como reagirem em caso de suspeita das doenças mais comuns, como a Disfonia. Foram também esclarecidos sobre os malefícios do tabaco e do álcool. Zenir debateu os problemas oriundos do mau uso da voz, e explicou como transmitir a informação de maneira sempre eficaz e feliz, ou seja, com os devidos cuidados, confiança, conotação nas palavras, pausas, respiração, intensidade vocal, apresentação pessoal, postura, aparência e imagem.

Enfatizando as técnicas de apresentação em público, os medos e tensões pelos quais podem-se passar, os erros e falhas mais comuns, superação de bloqueios e barreiras, gestos, palavras que revelam insegurança, e como falar bem ao microfone. A estudante Daniele Amancio contou que a palestra ajudou e trouxe lições fundamentais: “Nós estudantes de jornalismo sabemos o quanto é importante cuidar da nossa voz e aparência, mas não temos noção da fundamental importância de nos mantermos sempre bem informados e atualizados quando o assunto é comunicar. Foi um momento ímpar, o qual aprendi lições que jamais esquecerei”.

Compartilhe