Professora do curso de Serviço Social da FAT recebe título de Cidadã Feirense

A atuação profissional durante mais de três décadas nas áreas de saúde e educação garantiram o título de Cidadã Feirense a Miriam dos Santos Caldas, oficializado em sessão solene na noite da última terça-feira (27), data em que comemorou seu aniversário de nascimento, na Câmara de Vereadores de Feira de Santana.

Ao lado da família e de amigos, a assistente social, professora e advogada recebeu a honraria, concedida por iniciativa do vereador Luiz Augusto de Jesus, cujo discurso exaltou o trabalho humanizado desenvolvido pela homenageada, especialmente durante 29 anos de atuação no Hospital Geral Clériston Andrade.

A trajetória profissional da nova cidadã feirense, nascida em Cruz das Almas, começou com a graduação em Assistência Social pela Universidade Católica de Salvador, em 1985. Mas ela não parou de estudar e em 1997 concluiu o curso de Direito Sanitário. Em 2006, mais um grau na carreira acadêmica:  especializou-se em Ciências Políticas em Lisboa, Portugal e, logo depois, fez Mestrado também na Universidade Lusófona de Humanidades.

“O Título de cidadã feirense faz Justiça a uma família cuja vida tem sido dedicada à Cidade de Feira de Santana há mais de 40 anos. Faz Justiça à memória do meu Pai, Zeca da Caçamba, que acreditou no potencial desta Cidade para criar e educar os filhos. É muito importante para mim o reconhecimento pelo meu trabalho sempre pautado na ética, na modalidade e na perspectiva de contribuir com a melhoria da qualidade de vida das pessoas. Sempre fui cidadã de fato. Agora cidadã de direito”, comemorou a homenageada.

O discurso de Miriam Caldas, cuja vida foi marcada por muitas lutas, dificuldades e alegrias, foi também de protesto. Ela também cobrou a realização de concursos públicos para que os assistentes sociais também tenham oportunidades de trabalho com segurança e respeito à jornada de 30 horas para a categoria.

 

 

Compartilhe