Docentes participam de reunião de planejamento do semestre 2017.1

Professores e coordenadores planejaram o semestre letivo 2017.1 da FAT.

Professores e coordenadores participaram da primeira reunião geral do período letivo 2017.1 da FAT na noite da última quarta-feira (1º), no auditório Ernestina Silva Lima.

O encontro docente foi aberto pelo diretor acadêmico da instituição, professor Doutor José Maria Dias Filho, e pela vice-diretora acadêmica, professora Doutora Ana Rita Sacramento.

“Este é um momento significativo para todos nós que ajudamos a construir a história da Faculdade Anísio Teixeira. Estamos unidos por um único ideal que é contribuir, por meio da educação, para transformar a sociedade e edificar um homem novo, formar cidadãos comprometidos com o bem estar de todos que habitam Feira de Santana e região”, frisou o diretor.

Professor José Maria ainda pontuou sobre investimentos da FAT em pesquisa, ensino e extensão. O diretor também afirmou sobre a necessidade de o professor ter dedicação, responsabilidade profissional e compromissos ético e com a qualidade da educação, ressaltando o reconhecimento pela comunidade e do Ministério da Educação (MEC) do trabalho desenvolvido por todos - dirigentes, professores, coordenadores, corpo técnico administrativo e alunos - da FAT.

“Boa parte dos nossos colegas divide espaço com outros colegas de instituições internacionais em eventos de caráter científico e em periódicos de relevância”.
 
Na oportunidade, a professora Ana Rita Sacramento, além de orientações, apresentou os novos docentes da FAT e, em especial, aproveitou para parabenizar os professores que já atuam na instituição e os que obtiveram recentes conquistas acadêmicas.

Palestra

Após a abertura oficial, os professores assistiram à palestra “Gestão de conflito na sala de aula no ensino superior” proferida pelo professor Me. Antonio Lima, docente da FAT e pesquisador em Educação e Contemporaneidade.

Segundo o pesquisador, conflitos interpessoais são fenômenos que se relacionam com as diferenças entre os indivíduos, não podendo ser extintos, mas mediados.

“As salas de aula dos cenários contemporâneos constituem espaços multiculturais, logo, são palcos perfeitos para os conflitos proliferarem”. 

Dentro desta perspectiva, explica Lima, “as instituições de ensino encontram como grande desafio criar condições para as pessoas conviverem de forma sustentável com suas diferenças”. 

Ao final, o palestrante provocou os docentes para uma reflexão crítica da importância de aprender a administrar conflitos como tarefa básica para o educador diante dos cenários do século XXI.
 
Assessoria de Comunicação | FAT

Compartilhe