ANPOF: docente de Psicologia apresentou sessão temática

Professora do curso de Psicologia da FAT, Ma. Ila Nunes.

A docente Ma. Ila Nunes apresentou sessão temática intitulada ‘Quando o Sintoma Pode Ser Constituição de Subjetividade’ durante o XVII Encontro Nacional da Associação Nacional de Pós-graduação em Filosofia (ANPOF).

A pesquisadora abordou sobre o sintoma enquanto possibilidade de constituição de subjetividade do sujeito. A temática é resultado de um fragmento de caso clínico tratado pela professora, que é psicóloga, em consultório privado. 

Nele, conclui-se que se levasse antecipadamente em consideração o fenômeno que se manifesta como ponto de partida para tratar o sintoma, o ser humano estaria condenado à igualdade do ser; portanto todos os sintomas seriam tratados da mesma forma, tal como tratam o DSM e o CID. 

Segundo Ila Nunes, “essa igualdade só existe no momento exato ao nosso nascimento, pois todos nós temos a predisposição para adentrar à linguagem, sendo vassalos dos significantes. Porém, a maneira como o sujeito captura esses significantes e escreve seu texto, o torna singular no mundo e, portanto, constitui a sua subjetividade”, explica. 

O evento ocorreu entre 17 e 21 de outubro, em Aracaju (SE). 
 
Ascom FAT

Compartilhe