Professor Doutor é aprovado para o corpo docente de Pós em Biotecnologia

Professor Doutor Bruno Andrade, pesquisador da FAT.

O professor Doutor Bruno Andrade foi aprovado para ingresso no corpo docente do programa de Pós-graduação em Biotecnologia (PPGBiotec) com ênfase em Recursos Naturais da Região Nordeste.

De natureza multidisciplinar, o programa de Pós-graduação em Biotecnologia (UEFS/Fiocruz-Ba) atua nas áreas das Ciências Biológicas, Agrárias e de Saúde. Participam professores/orientadores do Brasil e do exterior com classificação por última avaliação da CAPES entre os 10 melhores programas de biotecnologia do Brasil. 

“Para mim é uma honra fazer parte de um programa de pós-graduação de alto conceito e reconhecimento em que, um dia, estive como discente. Foi por ele que concluí Mestrado, em 2008, e Doutorado, em 2011”, afirma.

Andrade explica que ingressou no programa como professor e orientador. Após solicitação de credencimanto com análise do perfil acadêmico dentro da área, currículo e, principalmente, publicações científicas nos padrões exigidos pela área de Biotecnologia da CAPES, obteve a aprovação tão desejada.

Segundo o professor, a partir da seleção 2016/2017 iniciará a orientação de alunos mestres e doutores para atuar no ensino universitário (graduação e pós-graduação), bem como pesquisadores ativos e empresários na área de Biotecnologia, e ainda ministrar uma disciplina na área de atuação.

"Como retorno pela oportunidade de fazer pesquisa de qualidade e formar quadro docente, o meu objetivo é contribuir para o desenvolvimento científico e econômico do país", garante.

Carreira na FAT

Desde 2008, o professor Doutor Bruno Andrade integra os colegiados dos cursos de Enfermagem e Nutrição da Faculdade Anísio Teixeira (FAT) e, atualmente, faz parte do Comitê de Ética em Pesquisa (CEP-FAT) viabilizando o atendimento à demanda de projetos de pesquisa de professores e alunos, a exemplo de Trabalhos de Conclusão de Curso (TCCs) de graduandos em Nutrição.

O pesquisador está em fase inicial no desenvolvimento de projetos no Centro de Pesquisas e Extensão da FAT com os colegas João Ronaldo e Robinson Moresca. Ele ainda desenvolve projetos nas áreas da Bioinformática, Biologia Molecular e Genética Molecular. 

Atuação

Com atuação na área de Química Medicinal, os estudos do acadêmico são voltados para o desenvolvimento de novas drogas no tratamento de doenças neurodegenerativas humanas, como Parkinson e Alzheimer, e outras negligenciadas, a exemplo de Leishmaniose, Dengue, entre outras.

ASCOM FAT

 

Compartilhe