Comunidade FAT participa do dia nacional da Educação contra o Aedes Aegypti

A comunidade acadêmica da Faculdade Anísio Teixeira está engajada na mobilização proposta pelo Ministério da Educação de combate ao mosquito transmissor da Dengue, Zika e chikungunya. Dezenas de alunos e professores da FAT já iniciaram as ações de conscientização de moradores da cidade sobre a importância da eliminação dos criadouros do Aedes Aegypti.

Grupos vão distribuir panfletos em locais de grande circulação, como a feira livre do Tomba e o Centro de Abastecimento. Neste momento, docentes e discentes estão na feira da Cidade Nova, onde estão conversando com os moradores sobre os riscos e complicações causadas pelas três doenças e como cada pessoa pode ajudar a eliminar os focos do mosquito. "A recepção da população está sendo muito boa. Tem gente que pede até mais panfletos para entregar aos vizinhos. Os alunos da FAT estão engajados, orientando a população e as pessoas já estão compreendendo a importância de erradicar o mosquito",  explicou a coordenadora dos cursos de Jornalismo e Publicidade, Marly Caldas, que está na feira com os estudantes da faculdade. 

A coodenadora de Redes de Computadores e Sistemas para Internet, Profa. Jamylle Santana,  informou que os alunos dos dois cursos estão desenvolvendo tecologias para tentar  mapear os casos de Zika vírus. A atividade em campo está sendo coordenada pela Ass. Social Mércia Nogueira, coordenadora do curso de Serviço Social da FAT, com o apoio da direção acadêmica e de todos os coordenadores de cursos da instituição.  

Compartilhe